Conhecimentos Bancários XV

Card Set Information

Author:
neojr
ID:
247800
Filename:
Conhecimentos Bancários XV
Updated:
2013-11-19 07:16:17
Tags:
fgc
Folders:

Description:
fgc
Show Answers:

Home > Flashcards > Print Preview

The flashcards below were created by user neojr on FreezingBlue Flashcards. What would you like to do?


  1. FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC
    Associação sem fins lucrativos, constituída por meio de decretos e regulamentada/organizada pelo Banco Central.O objetivo do FGC é manter a estabilidade no mercado.
  2. O FGC não trabalha com todas as instituições financeiras, mas apenas com aquelas que
    • Recebem depósito à vista, a prazo ou em contas de poupança.
    •  Efetuam aceite em Letra de Câmbio.
    •  Captam recursos por meio de Letra imobiliária e letra hipotecária.
    •  O FGC não contempla as cooperativas de crédito.
  3. O FGC garante
    • Depósito à vista;
    •  Contas-salários;
    •  Depósito de poupança;
    •  Depósitos a prazo;
    •  Letra de câmbio;
    •  Letra hipotecária;
    •  Letra imobiliária;
  4. O fundo garantidor não garante todo o valor
    ele tem como valor máximo R$ 70.000,00 por CPF ou CNPJ.
  5. Garantias bancárias
    são garantias que as instituições financeiras cobram quando vão conceder um empréstimo ou um financiamento. É uma verdadeira garantia que a instituição tem em relação ao valor que será repassado.
  6. As garantias podem ser divididas em duas vertentes
    reais e pessoais.
  7. GARANTIAS PESSOAIS
    • A garantia pessoal pode ocorrer em forma de aval, ou seja, título de crédito que requer avalista.
    •  Existem dois tipos de avais: Aval pleno e aval em branco.
    •  Aval pleno indica o avalizado
    •  diferente do aval em branco que não indica.
  8. GARANTIAS PESSOAIS (2)
    • Aval trás a ideia de obrigação solidária. O avalista pode ser cobrado até mesmo antes do devedor.
    •  A garantia também pode ocorrer em forma de fiança. Aqui não existe uma garantia pessoal solidária, mas sim subsidiária.
  9. Diferença entre o avalista e o fiador
    Diferente do aval que o avalista garante o todo, na fiança, o fiador pode se responsabilizar apenas por parte da dívida.Tanto para ser avalista quanto para ser fiador é necessário outorga do Cônjuge.
  10. Aval
    • Solidariedade Presumida;
    •  Garantia em título de crédito;
    •  Basta apenas a assinatura para a formalização.
  11. Fiança
    • Solidariedade Expressa;
    •  Garantia em contrato;
    •  A fiança requer documento para a formalização.
  12. GARANTAS REAIS
    Existe um bem garantindo a dívida, por isso geralmente os juros são mais acessíveis.
  13. Bens que não podem servir de garantia
    • de família: único imóvel da família.
    •  de tutelado ou curatelado: são bens de pessoas que não possuem capacidade civil. Nessa situação o tutor ou o curador pode administrar bens do curatelado ou do tutelado, entretanto, estes bens não podem ser oferecidos como garantia.
    •  de interditado: são bens de pessoas interditadas, a pessoa responsável pelo interditado ao administrar seus bens não pode oferecer estes como garantia.
    •  de pródigo: são bens de pessoas que tem algum distúrbio mental relacionado a gastos. Pessoas pródigas possuem algum responsável por determinação judicial. O responsável não poderá usar os bens da pessoa pródiga como garantia.
  14. Tipos de garantias reais
    hipoteca, penhor e alienação fiduciária.
  15. HIPOTECA
    • Oferece um bem como garantia da dívida.  
    •  Credor passa a ter preferência.
    •  Hipotecado continua de propriedade do devedor.
    •  Propriedade comum não pode ser dado como garantia.
    •  Podem ser hipotecados:Imóveis, Acessórios do imóvel,Domínio útil, Minas e pedreiras, Navios e aeronaves
    •  Contrato acessório:Prazo máximo de 30 anos
    •  Pode ser prorrogado por averbação simples.
  16. PENHOR
    O devedor entrega ao credor um bem móvel como garantia, caso não for possível resgatar esse bem a instituição pode vender o bem. A principal diferença entre hipoteca e penhor trabalhada em prova é referente à posse da garantia. Na hipoteca você continua usando o bem, já no penhor é retirado do credor antes mesmo de vencer o prazo para pagar.
  17. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA
    É um ato de confiança. Transfere em alienação um bem ao credor, que se torna proprietário e possuidor indireto.É importante ressaltar que o devedor fica com a posse direta da coisa, na qualidade de usuário e depositário, ou seja,indiretamente o devedor não é proprietário, mas diretamente permanece como proprietário da coisa alienada.
  18. RESUMO HIPOTECA
    • tipo: imóvel, navio ou aeronave;
    •  propriedade: devedor;
    •  posse: devedor.
  19. RESUMO PENHOR
    • tipo: móvel;
    •  propriedade: devedor;
    •  posse: credor.
  20. RESUMO ALIENAÇÃO
    • tipo: móvel ou imóvel;
    •  propriedade: credor;
    •  posse: devedor.

What would you like to do?

Home > Flashcards > Print Preview