CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO - CEF

Card Set Information

Author:
neojr
ID:
261193
Filename:
CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO - CEF
Updated:
2014-02-10 08:43:25
Tags:
CRÉDITO RURAL AGRONEGÓCIO CEF
Folders:

Description:
CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO - CEF
Show Answers:

Home > Flashcards > Print Preview

The flashcards below were created by user neojr on FreezingBlue Flashcards. What would you like to do?


  1. Crédito Rural – Agronegócio
    A CAIXA começou a operar com a carteira rural em 2013. O crédito rural é o suprimento de recursos financeiros para aplicação exclusiva nas atividades agropecuárias, desenvolvidas por produtores rurais.
  2. Quem pode utilizar o crédito rural?
    • O crédito rural pode ser adquirido por produtores rurais, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas e cooperativas de produtores rurais. Também pode ser adquirido por pessoas físicas ou jurídicas que, mesmo não sendo produtores rurais, se dediquem a uma das seguintes atividades:
    • •• Pesquisa ou produção de mudas ou sementes fiscalizadas ou certificadas;
    • •• Pesquisa para inseminação artificial e embriões;
    • •• Prestação de serviços mecanizados de natureza agropecuária em imóveis rurais, inclusive para a proteção do solo;
    • •• Exploração de pesca e aquicultura com fins comerciais; atividades florestais.
  3. Modalidades
    • •• Custeio das despesas normais de cada ciclo produtivo;
    • •• Investimento em bens ou serviços cujo aproveitamento se estenda por vários ciclos produtivos;
    • •• Comercialização da produção.
  4. Quais são os limites de financiamento?
    • Nas operações de investimento, o limite de crédito é de R$ 350 mil por beneficiário/ano safra, em todo o Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR).
    • O limite de crédito de custeio rural é de um milhão de reais. O valor também é determinado por beneficiário em cada safra e em todo o Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR).
    • Há uma ressalva nesse limite, pois, em casos excepcionais, esses valores podem ser ampliados, como na lavoura de cana-de-açúcar.
  5. Crédito rural na CAIXA
    • •• Custeio das despesas normais de cada ciclo produtivo, das culturas de algodão, amendoim, arroz, café, cana-de-açúcar, feijão, girassol, laranja, milho, soja, sorgo e trigo.
    • •• Com o custeio agrícola, o produtor rural que se dedica às atividades agrícolas com fins econômicos pode adquirir insumos, como sementes e fertilizantes, realizar tratos culturais e fazer a colheita.
    • •• Já o custeio pecuário destina-se a cobrir despesas normais dos ciclos produtivos, como: aquisição de vacinas, medicamentos, ração, suplementos e minerais.
  6. Crédito rural na CAIXA
    • •• Investimento agrícola ou pecuário
    • •• Com o investimento agrícola, conseguem-se recursos para modernizar e ampliar o seu negócio, adquirir máquinas e equipamentos novos, assim como criar, ampliar e renovar lavouras e pastagens.
    • •• Já com o investimento pecuário, adquirem-se animais e investir ainda mais na sua produção.
    • •• Comercialização da produção.
  7. É preciso apresentar garantias para obter o financiamento rural? Como essas garantias são
    escolhidas ?
    • Sim. As garantias são livremente acertadas entre o cliente e a CAIXA, e são ajustadas de acordo com a natureza e o prazo do crédito. Os mais comuns se constituem de:
    • •• Penhor agrícola, pecuário, mercantil;
    • •• Alienação fiduciária;
    • •• Hipoteca;
    • •• Aval ou fiança;
    • •• Seguro rural ou ao amparo do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro);
    • •• Outras.
  8. Quais são os instrumentos utilizados para a formalização do crédito rural?
    • Há cinco formas diferentes de formalização do crédito rural. Conte com a ajuda da CAIXA para decidir qual delas melhor se encaixa no seu perfil. São elas:
    • •• Cédula Rural Pignoratícia (CRP);
    • •• Cédula Rural Hipotecária (CRH);

    • •• Cédula Rural Pignoratícia e Hipotecária (CRPH);
    • •• Nota de Crédito Rural (NCR);
    • •• Cédula de Crédito Bancário (CCB).
  9. Produtos de Crédito Rural na CAIXA
    • Há produtos tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. São eles:
    • a) Produtos de Investimento Agrícola ou Pecuário:
    • •• Taxa de juros de 5,5% ao ano.
    • •• Taxa de juros de 3,5% ao ano para empreendimentos localizados no semiárido da área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).
  10. Produtos de Crédito Rural na CAIXA
    • O financiamento está sujeito aos seguintes prazos máximos, que incluem até 03 anos de carência:
    • •• Investimento Fixo: 12 anos;
    • •• Investimento Semifixo: 06 anos.
  11. Investimento PRONAMP
    Crédito destinado ao médio produtor amparado pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural - PRONAMP para as mesmas finalidades e com os mesmos prazos das operações de investimento listadas acima, porém com taxas diferenciadas.
  12. Investimento PRONAMP
    • Taxas
    • •• Taxa de juros de 4,5% ao ano.
    • •• Taxa de juros de 2,0% ao ano para empreendimentos localizados no semiárido da área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).
  13. Produtos de Crédito Rural na CAIXA
    • b) Produtos de Custeio:
    • Custeio Fácil
    • Realizar projetos de até R$ 300 mil, em que as propostas podem ser analisadas diretamente na
    • agência, de forma rápida. As operações com valores acima de R$ 300 mil deverão conter plano / projeto técnico.
    • Custeio Antecipado
    • O financiamento do Custeio Antecipado é disponibilizado ao produtor rural que queira adquirir os insumos necessários ao plantio da sua lavoura, com preços mais atrativos.
    • Para obter o financiamento, basta apresentar orçamento simplificado, plano simples ou
    • projeto técnico de culturas cujo início do plantio ocorra no prazo de até 270 dias a contar do financiamento.
    • Taxas
    • •• Taxa de juros de 5,5% ao ano.
    • •• Taxa de juros de 5% ao ano para empreendimentos localizados no semiárido da área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).
  14. Custeio PRONAMP
    • Destinado ao médio produtor amparado pelo PRONAMP para as mesmas finalidades e os mesmos prazos das operações de custeio listadas acima, porém com taxas diferenciadas.
    • •• Taxa de juros: 4,5% ao ano.
    • •• Taxa de juros: 4% ao ano para empreendimentos localizados no semiárido da área de abrangência da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).
    • Na CAIXA, ainda existem linhas de crédito especiais para cooperativas, com parâmetros ainda mais atrativos.

What would you like to do?

Home > Flashcards > Print Preview