Regulamentos - Card 02 / Dissertativa

Card Set Information

Author:
Will.Jr
ID:
264206
Filename:
Regulamentos - Card 02 / Dissertativa
Updated:
2014-02-28 04:25:45
Tags:
Regulamentos Card02 ds
Folders:
Regulamentos
Description:
Regulamentos - Card 02 / Dissertativa
Show Answers:

Home > Flashcards > Print Preview

The flashcards below were created by user Will.Jr on FreezingBlue Flashcards. What would you like to do?


  1. No formulário de plano de vôo, para indicar o tipo de equipamento (SSR) instalado na aeronave em funcionamento, transponder modo A (4 dígitos - 4096 códigos) e modo C, o piloto preencherá com a letra:
    R: C
  2. Sobre um auxilio rádio uma aerovia inferior tem largura de:
    R: 8 NM
  3. Área restrita de numero 08, localizada na jurisdição do COMAR IV, será identificada por:
    R: SBR 408
  4. O circuito de tráfego de aeródromo, para aeronaves à hélice deverá ser efetuado a:
    R: 1.000 pés de altura
  5. O sinal de luz vermelha intermitente, emitido por uma TWR a uma aeronave em vôo, significa:
    R: Aeródromo impraticável
  6. No caso de acidentes com empresa de transporte aéreo regular, qual dos órgãos abaixo será responsável pela investigação:
    R: DIPAA
  7. Num AD desprovido de órgão ATC e VAC, após a DEP as aeronaves devem:
    R: Efetuar curva a esquerda
  8. Posição crítica em que as aeronaves normalmente serão testadas os motores:
    R: 2
  9. Quais das alternativas abaixo representam a velocidade correta no plano de voo:
    R: K0150
  10. As aeronaves que pousarem em aeródromo controlado deverá manter na escuta da TWR, ou do controle de solo até:
    R: a parada total dos motores
  11. As aeronaves que disponham de equipamento transponder em funcionamento quando em vôo, deverão mantê-lo acionado:
    R: mesmo em área sem cobertura radar
  12. O serviço de informação de vôo de um aeródromo AFIS será prestado por uma:
    R: estação de telecomunicação
  13. Separação vertical em rota até o FL 290 e:
    R: 1000 FT
  14. Para os vôos de lançamento de objetos, o órgão competente para autorizar e estabelecer as condições relativas ao tráfego aéreo dentro de espaço aéreo sob sua responsabilidade é o:
    R: SRPV ou CINDACTA
  15. Os órgãos ou elementos que fazem parte da estrutura básica SIPAER, são:
    R: CENIPA, SIPAA e CNPAA
  16. Na ordem de prioridade correspondente as aeronaves que saem, a que tem prioridade na seqüência é:
    R: aeronave em missão policial de resgate
  17. Um avião em voo dentro de espaço aéreo controlado, no rumo magnético 090 graus e no FL 095, dentre outros requisitos da VMC, deve manter-se em condições de visibilidade igual ou superior a:
    R: 5000 m
  18. Uma aeronave realiza um vôo em rota fora de AWY, sendo o nível de cruzeiro o FL 095, antes de cruzar com uma aerovia, deverá:
    R: obter autorização do ACC
  19. Para a realização de voo sob VFR em ATZ, CTR ou TMA, deve-se apresentar a Sala AIS da localidade de partida, um(a):
    R: NTV
  20. Na AIP-BRASIL, informações sobre procedimentos e sinais no salvamento de aeronaves são encontradas na parte:
    R: GEN
  21. O órgão estabelecido para prestar o ATC aos voos controlados que cheguem ou saiam de um ou mais aeródromos, denominamos controle de:
    R: aproximação
  22. Quando em procedimento de falha de comunicações, o código a ser selecionado no transponder, será o:
    R: 7600
  23. O voo VFR dentro da aerovia A11, no rumo magnético de 220 graus, poderá ser autorizado pelo ACC responsável, caso a aeronave:
    R: apresente plano de voo completo
  24. A abreviatura que corresponde à carta de área é:
    R: ARC
  25. Havendo deficiências em auxílios à navegação, deve-se preencher um:
    R: RELPREV
  26. Pode-se afirmar que uma aeronave no FL 150 está voando sob:
    R: IFR
  27. No preenchimento do plano de vôo, quando a aeronave não dispuser de um código ICAO para o tipo da ACFT, o piloto deverá indicar no campo correspondente:
    R: ZZZZ
  28. A abreviatura ROTAER é uma publicação aeronáutica designada de:
    R: manual auxiliar de rotas aéreas
  29. Quando utilizamos a tabela para a determinação do nível de transição, comparando o valor do QNH com a pressão de 1013,2 hPa, concluímos que se o valor do QNH for igual ou menor, o nível de transição será:
    R: maior
  30. Os aeródromos brasileiros são classificados em:
    R: civis e militares
  31. Em espaço aéreo classe A os voos VFR:
    R: não podem ser realizados
  32. Na área de manobras as aeronaves devem aplicar as regras:
    R: gerais
  33. A abreviatura FPC indica uma carta de:
    R: planejamento de voo
  34. A posição crítica, a partir da qual se liga o equipamento transponder, é a:
    R: 3
  35. As pessoas devidamente habilitadas que exercem função a bordo de uma aeronave são os:
    R: tripulantes
  36. As aeronaves em voo, quando aplicável, transmitirão suas posições após os primeiros trinta minutos e, depois, a intervalos de uma hora em rotas não definidas por:
    R: pontos de notificação compulsórios
  37. Ao sobrevoar pontos de notificação compulsórios, o piloto em comando transmitirá uma notificação padronizada ao órgão ATS. Esta mensagem é destinada a fornecer elementos:
    R: essenciais à segurança do tráfego aéreo
  38. Caso a aeronave não tenha sido instruída a selecionar o transponder para Standby o transponder será desligado na posição crítica:
    R: cinco
  39. Sempre que o voo se realiza de acordo com as normas vigentes, ninguém poderá opor-se, em razão da propriedade na superfície, ao(a):
    R: sobrevoo
  40. Quando uma aeronave precisar de tratamento especial por parte dos órgãos ATS deverá indicar no item 18 do plano de voo:
    R: STS/
  41. Que parâmetros são utilizados para a determinação do nível de transição:
    R: QNH / altitude de transição
  42. O código de sinal visual terra-ar utilizado pelos sobreviventes, para informar que necessitam de assistência médica é o:
    R: X
  43. Entrando em TMA com plano de voo VFR e não conseguindo contato radio com o APP a aeronave deverá chamar como primeira opção o/a:
    R: TWR do AD principal
  44. A palavra código usada para designar uma fase de perigo:
    R: DETRESFA
  45. Considere o AD SDWW, desprovido de órgão ATS, RWY 02/20. Conhece-se o vento (100/10KT), portanto, para a decolagem:
    R: deve-se usar a THR 02
  46. A parte de um aeródromo, destinada ao pouso ou decolagem das aeronaves chama-se área de:
    R: pouso
  47. As categorias das aeronaves, segundo a esteira de turbulência, são:
    R: leve / média / pesada
  48. O local do aeródromo, onde podem ser obtidas informações relativas ao serviço de tráfego aéreo, estará sinalizado com uma:
    R: letra C de cor negra em fundo amarelo
  49. O Registro de Ação Inicial será concluído em um prazo de:
    R: 30 dias
  50. O Registro que deverá conter todos os detalhes e fatores contribuintes da ocorrência será o:
    R: Preliminar
  51. Todas as aeronaves civis brasileiras estão registradas em um único órgão do governo, cite os nomes deste órgão e da Superintendência da ANAC que o administra:
    R: RAB / SAR
  52. Dentro da ANAC, o órgão responsável pela emissão e controle de licenças e certificados, é a Superintendência de:
    R: Padrões Operacionais - SPO

What would you like to do?

Home > Flashcards > Print Preview