Coletânea - Teoria de Voo/DS - Testes 06 à 10

Card Set Information

Author:
Will.Jr
ID:
272652
Filename:
Coletânea - Teoria de Voo/DS - Testes 06 à 10
Updated:
2014-05-01 03:39:33
Tags:
teoria06a10
Folders:
Coletânea - Teoria de Voo/DS
Description:
Coletânea - Teoria de Voo/DS - Testes 01 à 05
Show Answers:

Home > Flashcards > Print Preview

The flashcards below were created by user Will.Jr on FreezingBlue Flashcards. What would you like to do?


  1. Voando em área turbulenta, evitam-se fatores de carga elevados:
    reduzindo a velocidade
  2. Os fatores de carga elevados podem ser produzidos através de:
    cabrada, rajadas de vento e voo em curva
  3. O fator de carga produzido numa cabrada pode ser:
    positivo
  4. O fator de carga produzido no início de um apicada pode ser:
    positivo, negativo e nulo
  5. O fator de carga é definido como sendo a razão entre:
    sustentação e peso
  6. O ângulo de planeio é o ângulo formado entre:
    a trajetória da ACFT em planeio e a linha do horizonte
  7. No caso de falha do motor, num monomotor, deve-se descer com:
    o menor ângulo possível
  8. Entre outros fatores, a velocidade final depende:
    do peso da aeronave
  9. Velocidade limite é a velocidade máxima:
    para qual a ACFT foi construída
  10. Num voo planado, o peso da ACFT não afeta:
    a distância e o ângulo de planeio
  11. O vento de proa tem a seguinte influência no voo planado:
    aumenta o ângulo de descida, sem alterar a razão de subida
  12. EM voo planado, uma ACFT consegue atingir a máxima distância com vento:
    de cauda
  13. Aumentando a altitude, a ACFT tem maior velocidade de planeio e:
    mesmo ângulo de planeio
  14. Duas ACFT iguais, com pesos diferentes, iniciam um voo planado. A mais pesada está mais alta. Percorrerá maior distância até o solo:
    a mais pesada
  15. Os dispositivos que permitem as ACFTS se aproximarem com maiores ângulos de planeio e menores velocidades, são os:
    flaps, slats e slots
  16. O pouso de pista em relação ao pouso de três pontos:
    geralmente pode ser realizado com mais suavidade
  17. O choque do nariz da ACFT com o solo chama-se:
    pilonagem
  18. As melhores condições de pouso são:
    baixa altitude, baixa temperatura e aclive
  19. A manobra no solo que consiste numa mudança de proa de 189 graus, e que é própria de acft com trem de pouso convencional, denomina-se:
    cavalo de pau
  20. Numa cabrada o fator carga será:
    superior a um
  21. A soma entre a carga paga e combustível à decolagem, chama-se:
    carga útil
  22. O significado de PAZC (peso atual zero combustível) é a soma do peso:
    básico operacional com a carga paga atual
  23. Um avião ao afastar-se da condição de equilíbrio longitudinal, tenta voltar à posição inicial bruscamente, o que aumenta as oscilações cada vez mais. Neste caso o equilíbrio será do tipo:
    dinamicamente instável
  24. Para que um avião seja estaticamente estável, é necessário que o CG em relação ao CP, esteja localizado:
    à frente
  25. A variação do espaço na unidade de tempo é denominada:
    velocidade
  26. O produto da força aplicada a um corpo pela velocidade de seu deslocamento, é denominado:
    potência
  27. No voo horizontal em curva, a força de sustentação deverá ser:
    maior que o peso do avião
  28. O maior risco do cavalo de pau, após um pouso de pista, é uma característica dos aviões com trem de pouso:
    convencional, em função do CG estar atrás do trem principal
  29. Em uma RWY, quanto maior for a temperatura:
    maior a corrida de decolagem
  30. Em um mergulho vertical a velocidade final depende do(a):
    peso
  31. Duas aeronaves iguais com pesos diferentes, iniciam um voo planado com mesmo ângulo de planeio. A mais pesada, estando mais baixa, terá uma distância de planeio:
    menor
  32. A troca de um motor por outro de maior potência efetiva, sem variação do peso total ou do arrasto, causará aumento de:
    teto absoluto
  33. A razão de subida de uma aeronave diminui com:
    aumento da altitude
  34. Ao se entrar em uma área de forte turbulência, voando a velocidades indicadas muito baixas, próximas ao estol, poderá ocorrer um(a):
    entrada descontrolada em estol, por aumento súbito do ângulo de ataque
  35. No flap "fowler", o bordo de fuga desloca-se:
    para trás e para baixo
  36. Ao empurrar o manche para frente o:
    profundor abaixa
  37. O movimento de guinada adversa poderá ser evitada, adotando-se o  procedimento de:
    comandar o leme de direção para o lado oposto ao da guinada
  38. Para medir a velocidade, o velocímetro usará somente a pressão:
    dinâmica
  39. A quantidade de matéria contida por unidade de volume, é denominada:
    densidade
  40. A superfície aerodinâmica que produz reações úteis ao voo, chama-se:
    aerofólio
  41. A velocidade máxima de uma aeronave a pistão:
    diminui com a altitude
  42. Quanto à velocidade de máximo alcance, a velocidade de máxima autonomia:
    é sempre menor
  43. Num voo planado o flape permite:
    ângulos de planeio maiores
  44. A velocidade de estol aumenta com o aumento dos seguintes fatores:
    peso e carga alar
  45. Dadas duas hélices similares, a de menor passo terá um melhor desempenho em regime de:
    decolagens e subidas
  46. O ângulo formado entre a linha do horizonte e  eixo longitudinal da aeronave, chama-se ângulo:
    de atitude
  47. O efeito da fuselagem influência, principalmente a estabilidade:
    lateral
  48. Quando a aeronave executa um voo de dorso, diz-se que o CL é:
    negativo
  49. AO se tentar fazer uma curva em voo horizontal, se houver aplicação excessiva de pedal no mesmo sentido da curva, a aeronave tenderá a:
    derrapar
  50. Como efeito de um aumento na área da asa, tem-se um(a):
    maior ângulo de subida
  51. Quanto maior a altitude de voo, para se manter um voo horizontal:
    maior é a potência necessária
  52. Durante um voo planado, o vento de cauda fará com que, respectivamente, a distância de planeio e o ângulo de planeio:
    aumente e diminua
  53. A velocidade de maior razão de subida em relação à de maior ângulo de subida é:
    maior
  54. Quando um avião atinge o ângulo de perda, ele:
    não estará estolado
  55. O CL depende de:
    ângulo de ataque e formato do aerofólio
  56. Uma hélice de RPM constante consegue manter tal característica através da variação do(a):
    incidência das pás
  57. O tubo de Pitot serve para:
    tomada de pressão para o altímetro e o velocímetro
  58. Um avião ao efetuar uma curva tem a velocidade de estol:
    maior do que em voo nivelado
  59. Com maior área da asa, tem-se:
    uma redução da velocidade de estol
  60. A menor velocidade com a qual o piloto consegue manter-se em velocidade constante, chama-se velocidade:
    mínima
  61. A tendência que um corpo em equilíbrio tem de manter-se em repouso ou em movimento retilíneo e uniforme, chama-se:
    inércia
  62. Os fatores que mais influem na densidade do ar são:
    pressão, temperatura e umidade
  63. O vento relativo em relação ao deslocamento da aeronave, possui:
    mesma direção
  64. As asas e as superfícies de comando de um avião são:
    aerofólios
  65. Para se conhecer o ângulo de ataque, é necessário que se leve em consideração a direção do vento relativo e o(a):
    corda do aerofólio
  66. A parte da asa que sofre aumento de pressão ocasionado pelo deslocamento do ar é o(a):
    intradorso
  67. Sustentação é a componente da resultante aerodinâmica:
    perpendicular ao vento relativo
  68. Quando o valor do CL é zero, significa que o ângulo de ataque é:
    um ângulo de sustentação nula
  69. Para se manter um voo horizontal é necessário aumentar a velocidade, sempre que diminuir o(a):
    área da asa
  70. Considerando-se a forma de um avião a mais aerodinâmica possível, se alterarmos o ângulo de ataque em 6 graus para cima, a resistência parasita:
    não se altera
  71. A distância percorrida em voo planado varia com o(a):
    altura
  72. Em voo horizontal, para aumentarmos a velocidade do avião necessitamos:
    diminuir o ângulo de ataque
  73. A menor velocidade com que o avião consegue manter em voo reto e horizontal, é a velocidade:
    de estol
  74. A força centrífuga atua em uma curva para:
    fora
  75. Em maiores altitudes, o raio limite de uma curva:
    aumenta
  76. O flape é um dispositivo hipersustentador:
    com características de freio aerodinâmico
  77. A linha imaginária que vai do nariz até a cauda do avião é chamada:
    eixo longitudinal
  78. Quando um corpo afastado de sua posição, tente a ela voltar, diz-se que o mesmo possui um equilíbrio:
    estável
  79. O ponto de aplicação do peso é chamado de centro de:
    gravidade
  80. A relação entre os esforços que o avião suporta em manobras, e o esforço que o mesmo suportaria em voo horizontal, chama-se:
    fator carga
  81. O ar seco em relação ao ar úmido é:
    mais denso
  82. A maior distância entre a linha de curvatura média e a corda, chama-se:
    flexa
  83. De uma maneira geral, pode-se dizer que uma hélice com pequena torção seria boa para:
    decolagens e subidas
  84. O movimento realizado em torno do eixo vertical é chamado de:
    guinada
  85. Quanto às hélices, pode-se afirmar que o ângulo da pá:
    e o ângulo de ataque diminui da raiz para as pontas
  86. As cargas dinâmicas que podem destruir um avião, se forem excessivas são as:
    verticais
  87. O aumento do peso de um avião acarretará:
    diminuição do ângulo de subida
  88. A altitude máxima que uma aeronave consegue alcançar, chama-se teto:
    absoluto
  89. Durante um voo planado, havendo um aumento do ângulo de ataque, ter-se á a seguinte situação:
    a velocidade de planeio será menor
  90. O vento de cauda, durante um voo planado:
    aumenta a distância de planeio
  91. Durante um voo planado, o peso de uma aeronave não afeta o(a):
    ângulo de planeio
  92. Ao posicionar o manche para a direita, pode-se afirmar que o:
    aileron direito sobre e o aileron esquerdo desce
  93. Uma aeronave decolando de um aeródromo ao nível do mar, utiliza um determinado comprimento de RWY. Se por acaso houver um aumento de temperatura o(a):
    corrida de decolagem aumenta
  94. O movimento dos fluídos é chamado de:
    escoamento
  95. Dois aviões voam com a mesma velocidade e farão curvas com o mesmo raio. Em relação ao mais leve, o avião mais pesado terá que efetuar uma inclinação lateral:
    igual, com mais potência
  96. Uma aeronave em voo nivelado sofre um fator carga:
    igual a 1
  97. Parafuso é um tipo de manobra que pode ser:
    comandada ou acidental
  98. Um avião sofre um desequilíbrio lateral, e ao tentar voltar à posição original, desequilibra-se cada vez mais. Neste caso o avião tem um comportamento estaticamente:
    estável
  99. Quando um avião apresenta pouca estabilidade direcional, pode-se afirmar que:
    a pilotagem torna-se incômoda
  100. O peso atual de decolagem é calculado pela soma:
    PAZC e o combustível mínimo requerido para o voo

What would you like to do?

Home > Flashcards > Print Preview