Clínica Médica

Card Set Information

Author:
Roney1000
ID:
299331
Filename:
Clínica Médica
Updated:
2015-03-27 21:09:38
Tags:
RiniteAlérgica
Folders:

Description:
Rinite Alérgica
Show Answers:

Home > Flashcards > Print Preview

The flashcards below were created by user Roney1000 on FreezingBlue Flashcards. What would you like to do?


  1. V ou F: para ter rinite alérgica é necessário fatores genética associados aos ambientais.
    V
  2. Qual o mecanismo fisiopatológico da rinite alérgica?
    • O alérgeno penetra na mucosa nasal, é capturado pela célula apresentadora de antígeno (ex: células dendrítica).  Esta célula vai englobar a partícula, quebrá-la e transformá-la em peptídeos. Esses vão ser apresentados ao linfócito Th2. Ocorre ativação do linfócito, que libera IL4, IL5, gerando estimulação do linfócito B que se transforma em plasmócito e secreta IgE (parte fica aderido no mastócitos  e parte circula no sangue). A IgE produzida é especifica para aquele peptídeo.Em segundo contato, essa proteína pode se ligar diretamente ao mastócito ou passar por toda via novamente.O alérgeno se liga ao mastócitos - a duas moléculas de IgE - e estimula sua degranulação.
    • IL-4: produz IgE
    • IL-5: atrai eosinófilo. 
    • Mastócitos: libera histamina, citocinas e leucotrienos – broncoconstricção, vasodilatação e produção de muco.
    • Histamina: faz vasodilatação, aumento da permeabilidade, prurido, contração da musculatura lisa, edema.
    • Mediadores: papel fundamental no aparecimento dos sintomas.
    • Depois de toda inflamação tem um processo de cicatrização.
  3. Como a rinite desencadeia a asma?
    • Reflexo nasobronquico → broncoespasmo
    • O gotejo pós nasal pode levar a tosse e produzir um broncoespasmo.
    • A perda da função nasal é outro fator porque o paciente que tem rinite está inflamado e não respira pelo nariz, mas pela boca – o ar entra de forma fria, não é aquecido adequadamente, não é filtrado adequadamente e isso pode parecer asma induzida pelo exercício – vai acabar desencadeando broncoespasmo. Absorção sistêmica de mediadores – a inflamação que esta no nariz pode chegar ao pulmão.
  4. COmo podemos classificar a Rinite Alérgica?
    • Intermitente: < 4 dias por semana ou < 4 semanas no ano
    • Persistente: > 4 dias por semana e > 4 semanas no ano
    • Leve: sono normal, atividades normais, sem sintomas indesejáveis
    • Moderada-grave: sono anormal, atividades anormais, sintomas indesejáveis (um ou mais itens)
  5. Como podemos fazer o diagnóstico de rinite alérgica? O que acharemos ao exame físico?
    Clínico.

    • Saudação atópica
    • Prega tranversa no dorso nasal
    • Dupla prega de Dennie-Morgan
    • Tubérculo de Kaminsk
    • Sinal de Hertog: perda de cílios no terço distal da sobrancelha.
    • Rinoscopia anterior: hipertrofia de concha nasal (nova nomenclatura, antes era corneto) e palidez da mucosa
    • Respiração bucal
  6. Quais os exames que podemos pedir na suspeita de rinite alérgica?
    Raio X

    Nasofibroscopia

    TC de face

    Laboratório, in vitro e in vivo (prick test)
  7. Descreva a ação dos descongestionantes.
    Alivio imediato; acima de 7 pode levar a uma rinite medicamentosa –perda do tônus vascular e faz uma vasodilatação permanente da mucosa; então não usar esse medicamento; só em caso de gripe por exemplo por 3-5 dias; ele atrapalha o uso de corticóide.
  8. Qual o tratamento da rinite alérgica?
    Controle ambiental

    • Sistêmico:
    • 1. Anti histamínicos

    2. Descongestionantes (não usar sozinho)

    3. Antileucotrienos

    4. Corticosteroides sistêmicos (nunca devem ser usados como primeira escolha)

    • Tópico:
    • 1. Soluções salinas

    2. Corticoide tópico: primeira linha em RA de adultos

    3. Anti histamínico tópico

    4. Anti colinérgicos

    5. Descongestionantes

    6. Cromonas
  9. V ou F: É uma droga que não tem nem comparação com corticoide, muito mais fraca. Mas existem  situações em que vamos usar, mas sabendo que a resposta não vai ser tão boa. Podemos usar também em pacientes que fizeram uso de corticóide, foi retirado e o paciente é inseguro em ficar sem remédio.
    V
  10. V ou F: Rinite tem 80% de associação com conjuntivite alérgica. E muitas vezes quando inicia o uso do corticoide, já melhora o fator ocular.Medicamento da conjuntivite: antihistaminico ocular.
    V
  11. O que é taquifilaxia?
    Quando o remédio não surte mais efeito, mesmo com o aumento da dose.

What would you like to do?

Home > Flashcards > Print Preview