Cirurgia

Card Set Information

Author:
Roney1000
ID:
299368
Filename:
Cirurgia
Updated:
2015-03-28 15:39:50
Tags:
TumoresBenignoseMelignosdeBoca
Folders:

Description:
Tumores Benignos e Malignos de Boca
Show Answers:

Home > Flashcards > Print Preview

The flashcards below were created by user Roney1000 on FreezingBlue Flashcards. What would you like to do?


  1. Quais os limites da boca?
    Superiormente:vermelhãoà junção dos palatos duro emole.

    Inferiormente, papilascircunvaladas

    Estruturas: lábios, rebordos alveolares, mucosa bucal,trígono retromolar , palatoduro, assoalho
  2. Descreva a parede superior, posterior, lateral e inferior da boca.
    Parede superior:– separa a cavidade oral da cavidade nasal.– única que apresenta substrato ósseo

    Parede lateral:– Formada pelas bochechas que tem como substrato de sua parte móvel o m.bucinador.

    Parede posterior:– Estrutura musculo membranosa que pendendo da parede superior limita uma comunicação com a faringe (Istmo da fauces).– Apresenta mobilidade,ampliando ou estreitando este istmo conforme a mastigação, deglutição ou respiração.

    Parede inferior:– É a parede mais complexa da boca– Limite inferior: m. milohioideo– Limite látero-anterior: face interna do arco mandibular,onde se inserem as fibras dom. milo-hioideo.– Limite superior: mucosa do soalho da boca.
  3. Qual as funções da boca?
    • • Fala
    • • Mastigação
    • • Preparação do bolo alimentar
    • • Manipulação do bolo alimentar
    • • Deglutição
  4. Quais os processo inflamatórios e reacionais?
    Ulcera aftosa

    Hiperplasia fibrosa inflamatória

    Granuloma piogênico
  5. Qual a etiologia da hiperplasia fibrosa inflamatória?
    Trauma

    Glândulas Salivares Acessórias?
  6. Qual a população mais predisposta ao granuloma piogênico?
    Crianças e adultos jovens

    Gravidez, pela alteração hormonal
  7. Quais os diagnósticos diferenciais do granuloma piogênico
    Hiperplasias fibrosas inflamatórias traumatizadas

    granuloma periférico de células gigantes,

    mixofibroma

    fibroma ossificante periférico

    tumores mesenquimais benignos e/ou metastáticos.
  8. Quais as neoplasias benignas?
    Verruga vulgar

    Lipoma

    Hemangioma
  9. QUais os diagnósticos diferenciais da verruga vulgar?
    ceratose seborreica

    nevo verrucoso

    hiperplasia epitelial focal

    siringomas(gls.sudoríparas)trico epiteliomas (verrugas planas).
  10. Qual o tratamento da verruga vulgar?
    Excisão cirúrgica conservadora;

    curetagem;

    crioterapia;

    agentes ceratinolíticos.

    Deve incluir a base.
  11. Quais os tipos de hemangiomas suas características?
    Hemangioma capilar: pode regredir

    Hemangioma cavernoso: não regridem
  12. Qual o tratamento do hemangioma?
    Acompanhamento (regressão).

    Corticosteróides sistêmicos, cirurgia, laser-terapia,embolização, injeção de agentes esclerosantes.
  13. Quais as lesões pré malignas?
    Lesões papilomatosas

    Papiloma escamoso

    Leucoplasia

    Eritroplasia

    Queilite actínica
  14. Quais os diagnósticos diferenciais de papiloma escamoso?
    verruga vulgar

    condiloma acuminado,

    condiloma lato, carcinoma papilar ou

    verrucoso precoce.
  15. Qual a etiologia da leucoplasia?
    • Derivados do tabaco.
    • Álcool.
    • Alimentos quentes e/ou apimentados.
    • Temperaturas frias.
    • Trauma oclusal.
    • Bordas irregulares de próteses e/ou dentes.
    • Radiação actínica.
  16. Qual a lesão pré cancerosa oral mais comum?
    Leucoplasia
  17. Quais os tipos de leucoplasia?
    Leucoplasia homogênea

    Leucoeritroplasia

    Leucoplasia verrucosa
  18. Cite os ddal da leucoplasia.
    • Nevo branco esponjoso,
    • leucoedema,
    • leucoplasia pilosa,
    • carcinoma verrucoso,
    • líquen plano,
    • Lupus eritematoso,
    • ceratose friccional,
    • ceratose do fumante,
    • estomatite nicotínica.
  19. Qual o tratamento da Leucoplasia?
    Diagnóstico definitivo: Biopsia representativa. Se a lesão é heterogênea,biopsiar em mais de um local.

    Se encontrada displasia: remoção cirúrgica + acompanhamento.
  20. Quais os fatores de risco para evolução de leucoplasia para lesão maligna?
    • Língua, assoalho bucal, lábios e gengiva.
    • Leucoeritroplasias ou L.verrucosas.
    • Leucoplasias com displasia.
    • Leucoplasias em pacientes que nunca fumaram.
    • Lesões em língua + mulheres
  21. V ou F: a eritroplasia tem a mesma etiologia do CCE.
    V
  22. Qual o diagnóstico diferencial da eritroplasia?
    • Mucosite inespecífica,
    • candidíase,
    • lesões vasculares,
    • lesões traumáticas,
    • gengivite localizada.
  23. Qual o tratamento para a eritroplasia?
    Orientado por diagnóstico de exclusão /biopsia.

    Se encontrada displasia: remoção cirúrgica + acompanhamento a longo prazo(recorrências comuns)
  24. Qual o diagnóstico diferencial da queilite actínica?
    Displasia, carcinoma de células escamosas.
  25. Qual o tratamento da queilite actínica?
    Biópsia.

    Remoção cirúrgica.
  26. Quais são as lesões malignas?
    CCE

    Melanoma

    Linfoma

    Osteossarcoma
  27. Qual a etiologia do CCE?
    •  Tabaco.
    •  Álcool.
    •  Radiação.
    •  Deficiências nutricionais (ferro, Vit. A). Sífilis.
    •  Cândida.
    •  Vírus oncogênicos(HSV, EBV, HPV).
    •  Imunosupressão.
    •  Oncogenes.
  28. QUais as características clínicas co CCE?
    •  Exofítico.
    •  Endofítico.
    •  Leucoplásico.
    •  Eritroplásico.
  29. Qual o diagnóstico diferencial do CCE?
    Leucoplasia, eritroplasia, paracoccidioidomicose, melanoma amelanótico,tumores metastáticos, tumores de glândulas salivares, granuloma piogênico,lesões granulomatosas, úlceras crônicas traumáticas.
  30. Qual o estadiamento do CCE?
    Tx: tumor primário não pode ser avaliado

    T0: sem evidência de tumor primário

    T1: tumor < 2 cm no maior diâmetro

    T2: tumor > 2 e < 4 cm no maior diâmetro

    T3: tumor > 4 cm no maior diâmetro

    T4a: tumor invade estruturas adjacentes: cortical óssea, musculatura extrínseca, seio maxilar, pele da face.

    T4b: tumor invade espaço mastigador,mm pterigoideos, base do crânio, a. carótidainterna
  31. Qual o tratamento para o CCE?
    Cirurgia (margens livres)

    Radioterapia e/ou quimioterapia.

    PROGNÓSTICO FAVORÁVEL, RESERVADO, POBRE

What would you like to do?

Home > Flashcards > Print Preview